Ainda no ritmo do especial que eu fiz sobre a Doro para comemorar o Dia Internacional da Mulher, o Cover dessa semana também vai ser dedicado a Rainha do Metal, pois ela acertou uma das versões mais diferentes de uma das músicas mais regravadas da história das músicas: "Breaking The Law".

É sério. Eu acredito que conseguiria escrever uns dois meses de Cover de Quinta só com as versões desse grande sucesso do Judas Priest. Enquanto eu faço esse post já lembrei de três, sem contar com a Doro. "Breaking The Law" e "Dust In The Wind" (Kansas) já viraram patrimônio histórico da sociedade dos covers, de tantas versões que receberam. Dias desses eu mostro uma versão bem diferente de "Dust In The Wind" e dou um nó na sua cabeça.

Mas por enquanto, fico por aqui.



Sobre a original: a versão original foi lançada juntamente com o álbum Britisth Steel (1980), que manteve a linha sonora estabelecida no álbum anterior, Killing Machine. Dessa vez a banda deixou de lado os temas obscuros que antes eram frequentes (em grande parte) e fez a estreia do baterista Dave Holland.

Em 2001 British Steel foi remasterizado e teve duas faixas bonus incluídas: "Red, White and Blue", escrita durante as gravações do álbum Turbo (1985) e a performane ao vivo de "Grinder", gravada em 1984 durante o show da turnê Defenders of The Faith em Los Angeles. Ainda em 2009 o ábum continuaria marcando história, pois o Judas Priest iniciou nos Estados Unidos a turnê que comemorou os 30 anos de carreira tocando o British Steel na íntegra, pela primeira vez.

Ainda no mesmo ano o Judas Priest lançou DVD e CD com o show realizado de agosto no Seminole Hard Rock Arena em Hollywood, Flórida, performance essa que também fez parte da turnê de 30 anos. Em 2010 as versões ao vivo de todas as faixas do British Steel -que fizeram parte desse lançamento- foram liberadas como conteúdo para donwload do game Rock Band.



Sobre o cover: Doro lançou a sua versão para "Breaking The Law" com o álbum Classic Diamonds (2004), álbum gravado ao vivo durante edição 2004 do Wacken Open Air (vulgo WOA), o maior e mais importante festival de heavy metal do mundo. O show foi marcado por novas versões acústicas e arranjos sinfônicos do repertório da vocalista, além de algumas novas composições, tocadas com o acompanhamento da Classic Night Orchestra, um grupo de jovens músicos que acompanhou Doro na parte europeia da sua turnê.

Entretanto, essa não foi a primeira vez que Doro uniu metal com música clássica: em 2001 num show em Dusseldorf e em 2003 num show beneficente em Bochum a vocalista já havia feito a experiência, e partes de ambos os shows aparecem no DVD Für Immer.


Veredito: Eu adoro a versão da Doro (trava-língua mandou lembranças). O cover que ela gravou é pesado, mas de uma forma diferente, porque não tem uma única guitarra e mesmo assim carrega a alma da energia do Judas Priest. É um música animada como deveria ser, e que ganhou arranjos orquestrais muito agradáveis, e eu gostei por manterem o restante dos arranjos acústicos, quebrando o clichê do metal sinfônico ao menos uma vez.

Sobre a original? Nada a reclamar, só elogiar e curtir. Bastante.






Letra

There I was completely wasting, out of work and down
All inside it's so frustrating as I drift from town to town
Feel as though nobody cares if I live or die
So I might as well begin to put some action in my life

Breaking the law, breaking the law
Breaking the law, breaking the law
Breaking the law, breaking the law
Breaking the law, breaking the law

So much for the golden future, I can't even start
I've had every promise broken, there's anger in my heart
You don't know what it's like, you don't have a clue
If you did you'd find yourselves doing the same thing too

Breaking the law, breaking the law
Breaking the law, breaking the law
Breaking the law, breaking the law
Breaking the law, breaking the law

You don't know what it's like

Breaking the law, breaking the law
Breaking the law, breaking the law
Breaking the law, breaking the law
Breaking the law, breaking the law

Breaking the law

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.