Esquadrão Suicida: assista ao trailer e leia as impressões do HMBR


Embora o universo cinemático da DC Comics seja um projeto em andamento, se depender do visual dos projetos atuais, há potencial. Não posso falar muito porque eu não conheço a fundo esse universo em matéria de quadrinhos, e eu não tenho vergonha de admitir isso. Sempre fui a garota dos mangás. Mas, a primeira sensação que o trailer de Esquadrão Suicida deixou foi deveras interessante.

Sendo assim, seguindo o exemplo do post sobre o trailer de Deadpool, lá vou eu falar um pouco sobre os anti-heróis da DC. Mostrando mais uma vez que eu critico quando acho justo, e elogio quando é merecido, independendo qual empresa seja.

Antes de tudo, solte o play:


Apesar do trailer (exibido durante o painel do filme na Comic-Con 2015) também não estar na melhor das qualidades, você consegue ver umas quantas coisas. Primeiro, e tal como eu venho dizendo desde ontem, eu gosto dessa abordagem sombria. Faz muito jus a um filme sobre um grupo de vilões que se uniu para salvar o dia, em troca de penas mais curtas pelos crimes cometidos. Então aquele esquema de cores mais sóbrio, muitas sombras tal como você vê em Arrow, é o que dá o tom visual do trailer.

Na casa de 1 minuto e 40 é que acontece a virada. Nós vemos a Arlequina (Margot Robbie) pendurada de ponta cabeça dentro da sua cela, e isso coincide com o momento em que começa uma música etérea, mas que dado o contexto, realça muito bem o caráter psicopata e nada "unicórnios e arco íris" do Esquadrão Suicida. Você vê algumas imagens do Will Smith na pele do Pistoleiro, vê rapidamente o Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje) e até acha o Ben-Batman pendurado no carro da Arlequina. Em movimento.

Perto do final do trailer você ouve uma risada maníaca, e é impossível não associar a ele, a "diva" do Esquadrão que não apareceu no trailer, mas aí sim: no final você finalmente vê o Coringa. Eu gostei da caracterização -mais uma vez contrariando a maioria- porque se tem um personagem com licença poética pra ganhar todo o tipo de visual maluco, esse é o Coringa. Não dá para dizer muito do Jared Leto, porque 1 frase não dá a noção de 1 filme inteiro, embora eu sei que muita gente vai usar isso como julgamento.

(*suspiro indignado*)

A história do Esquadrão Suicida é uma das que eu acho mais interessantes, porque quebra o clichê de que só os super-heróis com dispositivos anti-corrupção, puros e imaculados (alô Once Upon a Time) são capazes de fazer o bem, independente do motivo. Gostei muito da Margot, ela parece bem despojada e "no fucks given" como era de se esperar. Também torço para que o filme faça um bocado de sucesso. Mesmo.

Em entrevista ao E! Online, o ator Adam Beach (que interpreta o Amarra), revelou que o diretor David Ayer até contratou um psicólogo para as filmagens, caso alguém do elenco saia da linha e troque tudo:

David Ayer é um cara que preza pelo realismo. Portanto, se seu personagem é atormentado, ele quer que você se atormente. Ele quer a coisa real. Nós tivemos um psicólogo a bordo caso você pire e comece a achar que realmente é um vilão. O psicólogo é amigo [de Ayer] e o trabalho dele é garantir que a gente não saia da linha. Somos atores a explorar linhas muito finas da personalidade, que vão para o lado negro da psicose humana. Ele quer ter certeza de vamos terminar esse filme sem nenhuma baixa no elenco.

No primeiro momento eu achei a ideia exagerada, mas depois de ver o trailer.. 100% apoiado, RISOS. Dizem até que o Coringa do Jared fica de igual para igual ou até supera o de Heath Ledger, que é apenas o mais elogiado da história do personagem. Deveras responsabilidade. (!?)

Esquadrão Suicida chega aos cinemas em 5 de agosto de 2016, na véspera do aniversário da maluca que vos fala.

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.