Pode chorar, eu te acompanho

Ok. Você pode comemorar e me matar depois. Lembra daquela coluna focada em conteúdo feminino, que eu disse que adoraria fazer, mas não ia fazer? No final das contas eu vou fazer! Cozinhei a ideia quase três meses porque na época eu não me sentia confiante o bastante para isso, e hoje eu ainda não me sinto, mas ao menos eu sei fiquei maluca o bastante para tentar.

A primeira edição de Atenas não vai ser sobre o conceito ou a frequência na qual eu vou postar a coluna, entretanto. Essa explicação fica para outra edição, porque organizada é meu sobrenome. Dito isso, suba na vassoura que lá vamos nós.


A confirmação da NBC
Na quinta-feira (13) o mundo levou um tiro ao saber que os rumores eram reais: a NBC quer/vai/pretende trazer Xena de volta. Sim, jovem padawan, os anos 90 são aqui, e a mão que produz reboots e remakes continua nervosa, sem perdoar nem mesmo a Princesa Guerreira. Mas entenda como tudo começou.

Durante a conferência da NBC no TCA, Bob Greenblatt, representante da emissora, abriu a porteira: "Sim, nós estamos nos estágios iniciais do desenvolvimento de uma nova visão sobre Xena, e estamos procurando por um roteirista. Queremos fazer isso [a série]", disse ele. Isso é interessante, mas ao mesmo tempo existe um buraco que me deixa com três pés atrás, mesmo só tendo dois.

Se nós estamos falando de reboot, a teoria implica que toda referência ao trabalho original (incluindo elenco), não é obrigatória. Como/Por que trazer a série de volta sem o maior apelo? Greenblatt responde: "Nós adoraríamos ter Lucy como parte disso - se nós sentíssemos que a sua presença não ofuscasse a direção que tomamos. Eu não tenho certeza de como ela poderia ser parte se ela for Xena, e eu não sei se essa é uma direção que seguiremos."

A passagem pela Índia: um dos melhores momentos da série
Respirando fundo porque não é assim, NBC
Aí é onde mora o problema. Tal como eu disse no texto sobre o reboot de 24 Horas, é muito traiçoeiro resgatar uma série consagrada em forma de reboot: você está jogando com sentimentos muito mais profundos, por isso veja a reação positiva dos fãs ao retorno de Arquivo X com Mulder e Scully, que são o coração da série. Até eu, que nunca fui fã de Arquivo X, comemorei pela galera que gosta.

Mesmo Saint Seiya Omega fez certo ao introduzir novos personagens, mas com os antigos passando o bastão para eles, porque isso é o mínimo que você espera num caso assim. E veja: a Fox tentou trazer Kiefer Sutherland de volta, mas o ator rejeitou o convite, então é mais do que justo o projeto seguir sem ele. Entretanto, uma das coisas que Lucy Lawless mais expressou ao longo dos anos é a vontade de reviver o papel. E dado o final amargo que a série teve, seria muito bom.

Então eu digo: por que não?

Dizem que a busca é por uma Xena com o charme e carisma da Lucy, além da inteligência da Katniss (Jogos Vorazes). Bobagem pela parte da Katniss, porque Xena sozinha reúne todas as qualidades. Mas quem reúne as qualidades da personagem? Existem opções legais e a maluca que vos fala viaja pensando em Jaimie Alexander e Cobie Smulders, então não é um problema de todo porque existir elas existem. O problema é contratar.

Ainda assim, excluir Reneé O'Connor e Lucy Lawless 100% do processo, sendo elas o coração da série e o maior (senão o único) motivo para os fãs assistirem qualquer coisa com o nome "Xena"... É complicado. Porque convenhamos: a chance de pessoas com menos de 20 e poucos anos conhecerem a série não é maior que a chance das crianças dos anos 90 lembrarem quem a Princesa Guerreira é.

Velhas demais pra isso? Hm, não
Ok, vou fazer vista grossa e aceitar que Lucy e Renee não sejam obrigadas a voltar nos papéis principais, embora fosse ótimo. Veja parte do elenco de Supergirl, que já foram Supermans e Supergirls no passado e hoje são parte do universo do Homem de Aço, mas a partir de outro ponto de vista. Isso é bacana, mistura nostalgia com atualidade.

Porque se você me dizer que as duas estão velhas demais para isso, eu vou olhar no fundo dos seus olhos e ser obrigada a discordar em 100%, com base em dois exemplos:

(Disclaimer: a Melinda May original, sim, é a de "camisola")
Ming-Na Wen
Com 51 anos, a atriz executou várias das cenas de combate mais impressionantes das 2 temporadas de Agents of Shield. Sozinha. Cenas que se bobear, eu e você, novinhos, fariámos igual a atriz Chloe Bennet, que quebrou um dos braços durante as gravações da segunda temporada. Numa das melhores cenas da sua personagem, mas ainda assim: braço quebrado.


Os Mercenários
Com uma franquia 3 filmes, o elenco de Mercenários provou que atores de idade avançada podem estrelar filmes de ação sem ficar com a cara de obsoletos, mas ao invés disso, com aquele "charme de velha guarda". Sendo assim, não tem desculpa. Fora de forma? Talvez. Desinteressadas? Nunca se sabe (embora eu ache difícil). Velhas demais? Definitivamente, não.

É cedo demais para desistir (bem como comemorar)
Lucy Lawless (até onde eu sei) se pronunciou pouco sobre o reboot, bem como não disseram se San Raimi e Robert Tapert voltam como dupla criativa, e como a vida me fez desconfiada até a alma, para a NBC deixar todo mundo de fora e arruinar o nome da série, não custa nada. Mas ok, a série tem previsão de estrear em 2016, então eu tenho muita unha para roer, porque sinceramente... Eu não sei.

Esperei anos por essa notícia, mas agora é difícil dizer como eu me sinto, porque (e por exemplo) o rumo que 24 Horas tomou é lógico, e salvo alguns detalhes, é difícil de discutir. Eu posso aceitar isso e o meu coração continua aberto, muito porque os envolvidos originais continuam envolvidos, o que me dá esperança, mesmo sabendo que a série nunca foi 100% fantástica na representação feminina.

A primeira palavra da NBC me confundiu toda. Essa "falta de encaixe" pode ser resolvida com boa vontade e interesse, porque trazer Xena de volta sem o envolvimento das atrizes principais (no mínimo isso)... É um projeto com selo tiro no pé de qualidade.

Fonte: Comic Book

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.