Resenha: In Torment - Sphere of Metaphysical Incarnations


Por Átilla Moreira

Nota: 08.0/10.0

“Sphere of Metaphysical Incarnations” é o título do mais novo trabalho, da veterana banda gaúcha IN TORMENT. Fico feliz em informar que o estilo dos caras permanece o mesmo, ou seja, aqui eles vão mais a fundo no seu Techinical Death Metal, extremamente bem composto e executado.

Contando com a produção Sebastian Carsin no Hurricane Studio, o disco soa como o melhor da discografia do quinteto até aqui, tanto que rendeu uma nova passagem pela Europa em seu suporte. Músicas como “Into Abyssal Landscapes” e “The Threshold (Transcending the Matter)” são um verdadeiro ataque sonoro, e que nos demonstra o quanto os músicos sabem bem o que estão fazendo, tamanha é a qualidade em todas as estruturas e suas incontáveis variações. Alex Zuchi continua com a sua garganta privilegiada, aliando forças com o exímio guitarrista Renato Osório (Hibria), que participou da obra com um solo fantástico em “Mechanisms of Domination”.

Fomos informados que a IN TORMENT já está trabalhando em novas composições, que farão parte do seu quarto álbum, ainda sem previsão de lançamento. Fica aqui os nossos parabéns ao grupo pela grande carreira no underground nacional, e esperamos ansiosos pelo novo trabalho, que deve sair pela Eternal Hatred Records, seu atual selo e que vem desempenhando um grande trabalho com os caras. Altamente recomendado.

Via MS Metal Press

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.