Vale a pena ler de novo: resumo da semana 11/10 - 17/10


A semana de tomar alguma direção.

Como diz Cazuza, o tempo não para. Então lá vamos como diz o Soul II Soul: de volta à vida, de volta à realidade. Não que seja fácil, vocês bem sabem. Mas com os limões que a vida tem dando, melhor é fazer a limonada espremida do que reclamar da falta de um liquidificador.

Vamos lá
Sendo assim, vamos para mais um resumo marotíssimo da semana, o momento editorial do HMBR que eu tanto gosto.

Primeiro de tudo: a quantas vocês andam? Espero que bem. Com quase todos que eu converso o único, primeiro ou principal assunto tem sido a crise. E às vezes é meio doido não ficar com a cabeça balançada em meio a tanta notícia ruim. Resta torcer que 2016 traga dias menos sufocados.

Abrindo o coração para vocês
No HMBR a vida vai meio devagar, mas é melhor que ficar parado. Eu vim refletindo sobre certas situações, e me surpreendi ao descobrir uma frustração latente que eu venho criando com a música.

Ok, não é a música em si, longe disso. Música é parte da minha vida desde muito antes do HMBR, e mesmo se o site acabasse hoje, continuaria a ser.

Meu problema é, de fato, com os envolvidos no negócio da música. Pessoas querem feedback, mas não dão feedback. Isso foi o que me fez desistir da Hardmetal Brasil Wiki. Não somos perfeitos, ou o site mais famoso do Brasil, mas às vezes eu custo a entender certas coisas. Então as divulgações que eu fizer serão escolhidas ainda mais a dedo. 

Eu preciso lutar pelo site. Preciso lutar para que em troca do espaço cedido, que poderia ser usado para outros assuntos, o merchan feito me dê retorno de alguma forma.

Não estendo a crítica a todos, claro. Mas essa parcela que me frustra chegou a fazer pensar em desistir da música no site, o que é incrível. Nunca essa vontade tinha sido tão forte antes. 

Girando pelos destaques
Eu não falei da notícia por falta de tempo, então vai no editoral mesmo: souberam que existe uma campanha de incentivo ao boicote a Star Wars: O Despertar da Força? Motivo: o filme ter um negro como protagonista.

Plus, existe outro discurso de ódio ao filme por motivos de genocídio branco. Woah. Não que brancos sejam imortais porque já diz meu pai, pra morrer só precisa estar vivo, mas... Woah, entende?

Eu nem sou fã de Star Wars. Mas deu vontade ver o filme só para contrariar esse racismo imbecil, vindo de gente com estrume no lugar do cérebro. E tão imbecil quanto.

Girando pelos destaques 2.0
Dos assuntos da casa, tivemos vídeo novo do Puro Êxtase, gostaram? Tem sido uma experiência diferente divulgar esses vídeos, pois o assunto sexo nunca foi 100% fácil de lidar, e porque eu venho de uma educação diferente do que se tem hoje.

Entretanto, diferenças de educação à parte, eu tenho a minha forma de ver o mundo. Nem sempre é 100% igual às modas ou ao que eu aprendi, mas essa sou eu, maluca.

Dito isso, vamos ao que interessa: clicar!

Música



Cinema



Games



TV



HQ/Mangá



Extra



Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.