Nesta sexta-feira (20) o mundo dá as boas vindas à uma das séries mais aguardadas do momento: Jessica Jones. Malandra, a Marvel Comics lançou uma HQ curta, de 12 páginas, para promover a produção. Sendo assim, nada melhor do que aquecer os motores trocando uma ideia sobre ela, né?

Com história de Brian Michael Bendis, arte de Michael Gaydos, cores de Rico Renzi, letras de VC's Joe Sabino e capa de David Mack, a história mostra uma abordagem totalmente não-convencional da personagem na hora de fazer o que é certo, o tipo de cena que eu espero ver na série.

Jessica Jones não tem os termos técnicos do Homem de Ferro, nem o conservadorismo de Steve Rogers, ela é "gente da gente."

E graças a Deus por isso.

Mesmo sendo curta, a história tem um tom de humor ácido/sarcástico evidente, e que realmente é engraçado. Com a missão de conseguir o dinheiro para alimentar os filhos de um cara metido com o crime, a anti-heroína (porque ela é isso) narra pensamentos enquanto tenta entrar e sair de um hospital sem ser notada.

O resultado faz você pensar (ao menos eu pensei) que seria assim mesmo de fosse eu no lugar dela, pois superpoderes não garantem super discrição, risos. Ainda tem uma menção ao Demolidor, e a forma como ela encara é tão casual que eu realmente quero viver pra ver o encontro de todos em Defensores.

Para ler a HQ (em inglês) basta clicar aqui. No mais, segure na peruca que falta pouco!

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.