Videogame que usa cartucho em pleno século 21? A Coleco vai lançar em 2016


Sou gamer old school. Assumida. Não é que eu não goste das gerações mais modernas, mas é que eu tenho todo um apego especial com essa coisa do retrô e dos bits, de dar valor ao caminho que a indústria dos games andou até chegar onde chegamos.. Sou meio chata, você sabe. Então é claro que eu recebi a notícia positivamente: a Coleco, em parceria com a Retro Video Game Systems vai lançar um videogame que usa cartuchos.

Cartuchos em pleno século 21!

O COLECO Chameleon chega pouco mais de 30 anos depois do ColecoVision, um marco na história da indústria por levar os jogos de fliperama da época para a casa dos jogadores. Ou você não lembra (ou nunca ouviu falar, se for novo(a) demais) de Donkey Kong, Star Wars: The Arcade Game (esse também saiu até para Mega Drive) e Frogger? É daí que vem essa iniciativa atual e maluca.

O Chameleon é descrito por ter um "novo e versátil sistema de jogos que chega como uma versão moderna do console clássico", além de "rodar jogos clássicos com qualidade". Na lista de clássicos inclua jogos de 8, 16 e 32-bit, porque a velhice não tem limites e todos eles vão tentar "trazer o espírito da era de ouro dos games." Já Mike Kennedy, presidente da Retro Video Game Systems, descreve o console como "uma carta de amor aos videogames clássicos que usavam cartuchos que vieram antes", que levará os gamers "para uma era onde as coisas eram mais simples", quando os jogos "eram focados apenas no gameplay e na diversão."

Esse ponto que o Mike levantou é bem polêmico e em 50%, 60% eu concordo. Até falei sobre o tema no começo do ano. Mas voltando para o aqui e agora, o Coleco Chameleon chega ao mercado no começo de 2016, e quem for na Toy Fair New York 2016 (de 13 a 16 e fevereiro), terá a chance de ver essa pérola ao vivo. Preço? Não se sabe, mas a Coleco disse que o console "será significativamente mais acessível do que o console original da década de 1980", o que eu não faço ideia de quanto seja, risos. Mas fica registrado o trocadilho.

Via IGN Brasil

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.