Jogos Vorazes terá novos filmes produzidos. Hollywood não sabe a hora de parar?


Antes de você me matar e/ou xingar as próximas vinte gerações da minha família, eu digo: não sou hater de Jogos Vorazes, mas também não sou , nunca tive um motivo em especial. Então sim, esse post vai usar o filme como bode expiatório e levantar a questão sobre um comportamento comum dos estúdios de Hollywood.

Embora "Jogos Vorazes: A Esperança - O Final" tenha sido o final da adaptação livros de Suzanne Collins para o cinema, a franquia pode estar longe de morrer. Segundo o Variety, Michael Burns, vice-presidente da Lionsgate, o estúdio por trás da série, confirmou durante a conferência USB Global Media and Communications em Nova York, que existem planos para o desenvolvimento de mais filmes de Jogos Vorazes.

Burns não deu detalhes, mas as apostas são de que quaisquer filmes novos seriam prequels focadas em Jogos Vorazes anteriores, dando a chance de explorar as arenas de combate, elemento ausente nos dois primeiros filmes. "Se voltarmos ao passado, obviamente teríamos arenas", diz ele. Em julho, o ator Josh Hutcherson disse durante o programa Conan O'Brien que o estúdio teria planos futuros par a franquia.

O grande problema das franquias nos dias de hoje é exatamente isso: a saturação. Quando se descobre a fórmula do sucesso de um filme, anime, game, série, conte que vão surgir N produções em grande quantidade e espaço de tempo relativamente curto, o que muitas vezes acaba não atraindo as pessoas, mas sim vencendo elas pelo desgaste do nome da marca. Jogos Vorazes teve quatro filmes lançados de 2012 a 2015. É praticamente uma Call of Dutyização, se você me perguntar.

E o que seria a "Call of Dutyização"? Os gamers, principalmente, sabem: Call of Duty é popular, e que vende. Com isso em mente, a Activision passou a produzir cada vez mais jogos da franquia, e em intervalos de tempo cada vez menores, fato esse que saturou muita gente, eu inclusa. Ou então, o quê dizer de Assassin's Creed? A franquia passou pelo mesmo processo e a Ubisoft pagou o preço com as vendas do Unity, que afetaram até as do novo game, Syndicate.

Isso é uma palhinha de exemplo, porque existem outros. No cinema, cito um recente de revival mal sucedido: As Tartarugas Ninja, que no Metacritic tem a pontuação geral pavorosa de 31 pontos, e de 5.0 entre os usuários (numa escala de 0 a 10).

Dito isso, ficam as perguntas no ar:

Seria a hora de continuar?
De dar um tempo?
De parar?

"Jogos Vorazes: A Esperança - O Final" estreou em 5 de novembro desse ano, e precisou se esforçar para atingir uma bilheteria minimamente boa, isso já incluindo a chegada do filme à China. 

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.