Algo bem comum no rock brasileiro dos anos 80 e 90 são as letras de cunho político. Lá e cá as bandas questionavam os rumos da política que até hoje, em 2016, continua mais perdida que Mr. Magoo, e faziam isso com uma qualidade musical bem bacana de ouvir.

Sendo assim, é, o Monday Metal da semana continua rock e brasileiro, onde dessa vez eu trago um som que agora sim, é 100% inesperado: RPM! Se você pensa que Paulo Ricardo & cia se resumiam "Olhar 43", conheça a ótima "Revoluções Por Minuto", faixa do primeiro álbum de estúdio da banda, que trouxe hits tais como "Louras Geladas", "Rádio Pirata", e a dita "Olhar 43."

"Revoluções Por Minuto" é um jogo de palavras muito bom, não só pelo significado no campo da mecânica, mas pela analogia que a letra cria com o cenário político brasileiro. A música tem um trabalho impecável dos teclados, que são usados em grande quantidade e a um estilo quase Europe, sendo tudo isso coisa bem normal dos anos 80. O restante da banda também não deixa a desejar, e o Paulo Ricardo manda bem demais nos vocais.

Pena termos uma carência disso no rock nacional de hoje. E eu não digo a cena underground do grindcore sujo, do hardcore revoltado, pois o RPM era o rock arrumadinho e mainstream da sua época, não passou a vida escondido em barzinhos. Engraçado (ou triste?) como as coisas mudam.

Então é isso. Por um mundo de mais revoluções por minuto (e de preferência, para o lado justo), solte o play:


Letra

Sinais de vida no país vizinho
Eu já não ando mais sozinho
Toca o telefone,
Chega um telegrama enfim
Ouvimos qualquer coisa de Brasília
Rumores falam em guerrilha
Foto no jornal,
Cadeia nacional

Viola o canto ingênuo do caboclo
Caiu o santo do pau oco
Foge pro riacho,
Foge que eu te acho sim
Fulano se atirou da ponte aérea
Não agüentou fila de espera
Apertar os cintos,
Preparar pra descolar

Nos chegam gritos da Ilha do Norte
Ensaios pra Dança da Morte
Tem disco pirata,
Tem vídeo cassete até
Agora a China bebe Coca-Cola
Aqui na esquina cheiram cola
Biodegradante
Aromatizante tem

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.