Vale a pena ler de novo: resumo da semana 13/03 - 19/03


A onda de mudanças continua ditando o tom da fase atual de 2016 e não tem mais como fugir. É um tema que novamente tomou conta da minha vida de tal forma que eu poderia falar sobre isso por várias segundas-feiras... Tal como eu meio que já tenho feito. E, na retrospectiva dessa semana, eu quero falar sobre a mudança, sim, mas de como muitas vezes é melhor você ter ela do lado amigo que o inimigo.

Essa questão tem sido mostrada de forma absurdamente didática na atual politica brasileira. Não vou entrar em detalhes, até porque são muitos detalhes, mas basicamente é uma aula de como as pessoas que sabem que se a mudança vier, seus dias de estar por cima estão contados. Ou não? Porque da mesma forma que eu vejo o país passando por uma vergonha e crise, vejo muitos apoiadores apáticos a isso, e insistindo que nada está acontecendo e nem precisa mudar. Doido.

Não só na política, mas esse fenômeno continua se refletindo aqui do site, e de forma talvez... Triste? Cheguei a definir assim, mas hoje eu a considero mais como realista, pois é o seguinte: estamos numa fase de bloqueio mental. E não é o infame Writer's Block, pelo qual eu já passei incontáveis vezes nesses anos de blog e site. É algo diferente. É um mix de desgosto com desânimo de produzir conteúdo com o mínimo de opinião. Eu e o Waka temos conversado demais sobre isso:

Temos opiniões sobre vários assuntos? Temos? 
Queremos falar sobre isso? Queremos?

Mas com a perspectiva de literalmente jogar pérolas aos porcos com pessoas que vão distorcer nossas ideias, não vão entender as nossas ideias, e sempre vão preferir aquele site ou youtuber do conteúdo relevante que nem pastel de vento... Não dá para negar que desanima. E o nosso tempo é bastante corrido, não dá para perdê-lo com coisas assim. Então estamos mais na defensiva, sem tantos textos de opinião, sem resenhas de nenhum tipo (TV, música), onde até a Atenas está de molho até segunda ordem.

Entretanto, não se preocupem com o HMBR. Esse é o nosso ano da sinceridade, então se a fase não está interessante para dar nossas opiniões, assim faremos. Vamos segurá-las, soltar aos poucos, dar atenção para outros aspectos do site, e fazer aquilo que eu considero o mais sensato: tirar o melhor da fase atual, por pior que ela possa parecer. Vai que dá certo, e descobrimos outra forma fora do óbvio de fazer notícia que ainda não tínhamos ideia? Tudo pode acontecer.

É como bem diz o Machine Head em "Killers & Kings" que A carta da morte não significa que você morre, Isso significa uma mudança que está chegando e você simplesmente não pode negar. e é exatamente isso.

Sendo assim, perdoem se vocês gostam desse tipo de conteúdo e não o estão encontrando. Falando por mim, estou preferindo não forçar a barra de falar sobre certos assuntos só pela ato de falar, para puxar os cliques de vocês e oferecer um conteúdo bobo e vazio, porque eu odeio isso. Então é... Ironia. Por hora você vão me ver mais em modo jornalista do que em modo jornalista-intrometida. Espero que vocês gostem da viagem.

E vamos clicar?


Música
Resenha: Valíria - Blind Faith
Resenha: Alefla - End of The World

Cinema

Games
Pokkén Tournament Championship Series recebe incentivo de U$100.000 de premiação
Street Fighter V (PC/PS4): Alex chega com mudanças, conheça o "novo" gigante
Ainda em fase de testes, Orbit já ultrapassa marca de R$ 1 milhão em campanhas

TV e Web
Assista ao primeiro teaser de Luke Cage

Tecnologia

HQ/Mangá

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.