Vale a pena ler de novo: resumo da semana 20/03 - 26/03


Eu sei que boa parte das pessoas tem uma relação no mínimo bastante conturbada quando o assunto é religião. Mesmo eu, que desde os 14 ou 15 anos decidi equilibrar os dois lados da balança (pessoal e religioso), não fujo dessa confusão, pois é uma decisão que exige imenso do emocional e até mesmo do físico, mas eu simplesmente não consigo me imaginar vivendo a vida de uma forma diferente. São dois universos diferentes? São. Mas são complementares e eu sempre tento tirar o melhor deles.

A relação entre os dois universos me faz ouvir muita coisa. Absurdos, coisas que irritam, deixam triste, que me deixam confusa, mas as vezes coisas interessantes, que saem do mundo-igreja, mas servem para o mundo-geral. Que servem até para o mundo-HMBR, que foi o caso de uma pergunta "boba" que eu ouvi no sábado de uma semana totalmente caótica, e que me acertou em cheio: qual é a sua missão pessoal?

Sabe aquelas tirinhas as páginas de humanas que mostram o um dia você nasce, cresce, estuda, se forma, trabalha, se casa, envelhece e morre? É um clichê de Facebook, mas uma reflexão muito séria e bastante real. A medida que eu ia ouvindo a palavra sobre o tema se desenrolar fiquei besta ao ver que não, em 2016 eu não sei mais qual é a minha missão pessoal, se é que eu soube um dia. Nem a da vida, nem a do HMBR. E fui eu arrumar outro problema pensando nisso.

Em cinco anos o site mudou muito. Nós mudamos muito. Tudo aqui é um reflexo do que eu e o Waka somos, e não temos essa de trabalho gourmetizado. Não sentimos a necessidade de posar de William Bonner e Cristiane Pelajo para agradar quem paga o nosso salário, até porque esse salário não existe. E mesmo que nós dois tirássemos algum lucro do HMBR (ideia que ainda não morreu), continuaríamos assim.. Sinceros, no pain no gain. Com bastante pain, como sempre. Não sei se eu conseguiria fazer diferente.

Mas ok... A história da missão pessoal.

Essa pergunta está martelando na minha cabeça até agora e não, eu ainda não tenho certeza de qual é a minha. Aqui no site tivemos o novo olhar sobre hard rock e heavy metal e até que deu certo, ficamos conhecidos. Tem bastante a ver com a minha história de vida.. Mas isso é um caso que eu ainda tenho que pensar comigo mesma nos bastidores.

Agora entrou o informação fora do óbvio que abraçou a música e a cultura pop, e adaptar isso ainda não é fácil.. Mas as coisas têm se encaixado. No geral eu gosto muito de mostrar que nem sempre as coisas são como dizem que são, que dá para você encarar os fatos com um novo olhar e viver a vida fora do óbvio. Rá.

Milagre seria dizer que a semana foi perfeita e lisa. Mas cá estou eu aqui, arrumando outro papo legal para trocar com vocês porque eu gosto demais do Vale a pena ler de novo. Esse post começou como todo errado como um depósito semanal de links, virou a prestação de contas semanal com prints, estatísticas, dai chegou no agora, onde a retrô é esse editorial maluco que finalmente sai às segundas! Alegria, alegria.

Assim nós terminamos o mês, e com uma novidade: agora em toda última retrospectiva de cada mês eu irei postar o link das anteriores. Então vamos lá, afinal, a semana não pode começar sem a pergunta de 1 milhão de reais: vamos clicar?


Resumos do mês de março
Vale a pena ler de novo: resumo da semana 28/02 - 05/03
Vale a pena ler de novo: resumo da semana 06/03 - 12/03

Música

Colecionáveis

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.