O lançamento de Capitão América: Guerra Civil vem deixando o mundo inteiro frenético, a bilheteria não para de crescer, mas o que o fã mais desligado pode não estar por dentro é que o filme marca o início da Fase 3, um novo giro de filmes que vai se estender até 2019 e concluir com o épico Vingadores: Guerra Infinita, um filme que marcará dez anos de Marvel e literalmente o começo do fim. Daí eu, sempre paranoica com as coisas a longo prazo, já venho pensando: por quanto tempo o Universo Cinemático da Marvel vai sobreviver?

Já pensei nisso várias vezes na minha fase "n00b," e agora na fase nerd preguiçosa eu posso falar do assunto com mais de conhecimento de causa! O que é muito legal, pois torna ainda mais bacana a carona que eu vou pegar com outra declaração do Kevin Feige ao Deadline.

O presidente do estúdio disse o óbvio: a Marvel não tem planos de parar. Teve também a comparação entre o MCU e a franquia James Bond, onde Feige diz não haver preocupação em renovar histórias e personagens... Por hora. Quando perguntado sobre quando os personagens atuais vão passar a tocha para novos, ele foi direto: "não por um longo tempo."

E isso faz sentido... Pensem comigo: primeiro o estúdio anunciou 8 filmes:

  • Capitão América: Guerra Civil
  • Doutor Estranho
  • Guardiões da Galáxia 2
  • Thor: Ragnarok
  • Pantera Negra
  • Vingadores: Guerra Infinita - Parte I
  • Capitã Marvel
  • Vingadores: Guerra Infinita - Parte II 

Mas ao longo do caminho outros entraram na roda:

  • Homem-Aranha: Homecoming, que estreia em 7 de julho de 2017
  • Homem-Formiga e Vespa, que estreia em 8 de março de 2019

Ao todo são dez filmes que o estúdio vai trabalhar de 2016 a 2019, num total de quatro anos e média de dois filmes por ano. Administrar essa correria eles já sabem, afinal a prova é ter duas Fases e treze filmes que formam esse universo cinemático. Então o foco de agora é bem óbvio: se dedicar a essas produções futuras que não são poucas, isso porque ainda tivemos Inumanos "kickado" dos lançamentos e sem previsão de voltar. Depois disso? Muita especulação, ideias e claro, palpites! Lógico que eu tenho os meus, mas eu sou péssima de palpitar então vamos falar de outra coisa.


Gostei do Keving Feige citar James Bond, pois a dinâmica dessa franquia é ideal para descrever o desafio do estúdio: são cinquenta anos produzindo o mesmo personagem que começou com Albert R. Broccoli e Harry Saltzman lá em 1964. Hoje a gente não pensa no fulano que foi James Bond e ninguém mais repetiu a magia, hoje eu penso em cada ator que veio e deu a sua cara ao personagem, que atingiu um grau de importância e ficou maior do que qualquer ator, diretor, produtor, estúdio, por isso ele pode continuar por anos e ser adaptado aqui e ali, desde que mantenha o traço principal: ser britânico.

A Marvel vai precisar disso. Mas é complicado porque no cinema é algo que eles ainda não tentaram, enquanto nos quadrinhos é algo mega normal. Algo como: não importa quem use uma armadura Mark, todos são o Homem de Ferro. Sim, existem versões alternativas dele, incluindo uma mulher. É aquela coisa: fulano ganha uma HQ com artistas e escritores X, ela acaba, artistas e escritores Y assumem, criam outra HQ com outra abordagem e etc. Feige acredita que isso é algo destinado a acontecer no universo cinemático, mas que não é algo para se preocupar agora.. Eu concordo.

Mas eu insisto... E depois disso?

Por enquanto a Fase 4 é só uma ideia vaga, mas eu duvido que o estúdio não comece a pensar nisso daqui uns 2 anos pelo menos. Afinal, Guerra Infinita vai ter que abrir o caminho para novas histórias onde o Stark pode não ser mais o Robert Downey Jr., e o Chris Evans passe o escudo do Capitão para o Anthony Mackie ou o Sebastian Stan. É meio como o caso de Edward Norton, Eric Bana e Mark Ruffalo: cada um foi um Hulk, mas o Hulk ainda é o Hulk.

E ainda tem três coisas:

- Foi anunciado apenas um filme do Pantera Negra. Será que vira franquia?
- A mesma pergunta eu faço para Capitã Marvel;
- E Inumanos, sai ou não?


Porque uma parte da Marvel que a Marvel ainda não explorou mesmo é a do universo. Thor 3 parece que vai tocar nisso, tem Capitã Marvel e deve ter Guardiões da Galáxia 3. Poderia ter o Nova e a Nova Corps. Inumanos seria um bom filme para isso, mas é tanta confusão, Agents of Shield que vai saber. Eu acho que seguraram ele para soltar na Fase 4 enquanto resolvem as tretas e Agents fecha a história dos Inumanos (finalmente?), mas é só palpite.

Outra parte que ainda não foi explorada é a espiã. Ironia. Não temos uns filmes para serem os James Bond/Missão Impossível da Marvel, o que permitiria explorar outros personagens. Talvez a Viúva Negra?

Também nunca abordaram a mitologia grega...

...E em 2010 já eram mais de sete mil personagens. Claro, uns ficam de fora por direitos autorais, outros talvez não sejam legais para o cinema, tem os que podem ser usados nas séries, e por que não, os das séries que podem vir para o cinema? Ainda quero o meu Agents of Shield: The Movie.

A real é que o MCU pode durar ao estilo James Bond, mas depende muito dos envolvidos nisso. Nos irmãos Russo a gente já vem vendo que dá para confiar, e tem o diretor do elogiado Creed que vai trabalhar em Pantera Negra. É um mundo novo de aventuras 

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.