Pesquisa inédita da Riot Games mapeia o comportamento do jogador on-line


São Paulo, maio de 2016 - A Riot Games – produtora e distribuidora do League of Legends –, realiza frequentes estudos sobre o comportamento do jogador de League of Legends. Uma das suas mais recentes pesquisas, liderada por Jeffrey Lin, designer de Social Systems da Riot Games, contou com o apoio de cientistas que analisaram as interações entre os gamers em um universo de 67 milhões de jogadores de LoL.

O estudo revela que apenas 1% dos jogadores são consistentemente “tóxicos” e essa pequena parcela é responsável por 5% da “toxicidade” no League of Legends. Todo o restante do comportamento negativo é fruto de jogadores que estão em um dia ruim ou em um momento de frustração no jogo ou fora dele.  “A maior parte do tempo, essas pessoas se comportam bem nas partidas, e resolvem atacar em raras ocasiões”, esclarece Jeffrey.

Segundo Marcio Orlandi, diretor de Produtos da Riot Games Brasil, promover o comportamento positivo tem sido uma prioridade para a empresa. Por isso a companhia mantém times de especialistas em comportamento dedicados especialmente a esse fim. “Atualmente, a Riot Games trabalha com modelos de inteligência artificial que são capazes de dar feedback a jogadores com comportamento negativo em cerca de 15 minutos após o final de uma partida. A empresa também busca ajudar os jogadores a reconhecer e valorizar o comportamento positivo e proativo, de modo que a própria comunidade se regule”, comenta Orlandi.

Além das iniciativas globais, a Riot Games Brasil desenvolveu modelos de interação entre jogadores em eventos de fórum, como o Detetive LoL e as Dicas de Comportamento. Também criou o Projeto GGWP, composto por quadrinhos e murais que dão destaque a jogadores especialmente positivos. Por fim, há um modelo de podcast que discute temas de comportamento e está em teste.

Os dados também indicam que, mesmo que a Riot Games simplesmente banisse a maioria dos jogadores considerados tóxicos, o problema não seria solucionado, já que os jogadores recorrentemente tóxicos são uma minoria de 1%. Para ajudar os jogadores a mudarem seu comportamento, Lin e sua equipe trabalham com a aplicação de conceitos básicos de psicologia. Uma das ferramentas que desenvolveram exibe mensagens um pouco antes de uma atividade que pode resultar em mau comportamento.

Foram separadas 24 mensagens ou dicas que serão exibidas durante o jogo, incluindo frases que incentivam o bom comportamento, como “Jogadores que cooperam com seus companheiros ganham 31% a mais das partidas.”, e outras que desmotivam o mau comportamento, como “O desempenho de seus companheiros de equipe piora, se você fizer uso de harassment após um equívoco.”.

O aviso sobre o harassment (termo utilizado quando um jogador resolve atormentar outro), que resultaria em mau desempenho dos jogadores, reduziu as atividades negativas em 8,3%, abuso verbal em 6,2% e linguajar ofensivo em 11%. As mensagens positivas sobre cooperação dos jogadores resultaram na redução do linguajar ofensivo em 6,2% e houve benefícios menores em outras categorias. Apenas algumas análises da pesquisa foram divulgadas, por isso ainda é cedo para fazer generalizações, segundo os especialistas.

Sobre a Riot Games

A Riot Games tem como objetivo ser a empresa de jogos mais focada no jogador do mundo. A empresa foi criada em 2006 por jogadores empreendedores, que acreditam que o desenvolvimento de jogos focado na comunidade pode ter resultados incríveis. Em 2009, a companhia lançou seu primeiro título, League of Legends, aclamado pela crítica e pela comunidade, com mais de 67 milhões de jogadores por mês. A empresa está sediada em Santa Monica, na Califórnia, além de possuir 14 escritórios ao redor do mundo.

Via Ketchum

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.