Diretor de The Last Guardian não quer jogar o próprio game por um tempo


The Last Guardian é parte da lista de games cuja história de desenvolvimento mais parece novela, só que nesse caso, uma novela que finalmente, depois de anos, caminha para o final feliz. Alegria alegria? Mais ou menos, pois se você perguntar ao diretor Fumito Ueda o que ele pretende fazer depois do lançamento do game.. A resposta vai ser deveras interessante.

"Com todos os meus trabalhos - quando o jogo é lançado, eu estou extremamente nervoso. Na semana após o lançamento eu não quero olhar para o jogo. Tudo o que eu vejo são os defeitos. Eu não gostaria de ver com essa perspectiva porque eu não quero pensar em arrependimentos. Mesmo vendo pequenos bugs eu vou pensar 'por que não resolvemos esse?'"

Pode parecer bizarro, e não deixa de ser. Mas é uma perspectiva bastante comum entre todo ser vivo que resolve ganhar a vida produzindo arte e todo tipo de trabalho criativo. Nós somos uma classe meio doida.

"Mas depois de um tempo, talvez depois de um ano, eu serei capaz de me acalmar e dar uma olhada."

Viu? Eu disse: classe doida.

Ueda é conhecido por dirigir jogos que abordam a relação entre protagonistas e seus amigos, onde Shadow of the Colossus em especial, ajudou em muito a expandir The Last Guardian.

"Para mim foi a relação entre Wander e a garota, mas depois do lançamento de Shadow of the Colossus eu li muito feedback dos jogadores que se sentiram tocados pelo game, e eles disseram que a relação entre Wander e o cavalo foi o mais importante e com mais apelo - nós tivemos a sensação de que isso foi o que a maioria das pessoas sentiu."

E ele finaliza:

"Eu pensei: OK, se esse é o caso, aqui existem muitas dinâmicas desse relacionamento que nós podemos aprofundar e expandir. É daí que The Last Guardian veio."

Na mesma entrevista Ueda também fala sobre como ele lida com seus personagens, suas inspirações, e o que ele aprendeu do desenvolvimento de The Last Guardian. O texto completo você encontra aqui.

The Last Guardian segue sendo alvo de altas expectativas da crítica e dos fãs, pois pudera, ser uma espécie de sucessor espiritual do elogiado Shadow of the Colossus, e vir num drama de sete anos de desenvolvimento que pareciam nunca acabar.. É de deixar apreensão mesmo.

E você: conhece The Last Guardian? Se sim, pretende jogar, tem alguma opinião sobre isso tudo? Conta aí pra gente.

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.