Se eu fosse a Spider Gwen, estaria com uma dor de cabeça enorme. Meu #AlertaAtenas não para de apitar com certas notícias que têm saído, e se eu tivesse o PC em mãos já teria talvez uns três textos pra dividir com você. Infelizmente não é o caso.. Então vamos como dá.

Hoje em especial vamos na calma extra, pois esse assunto é tão sério quanto os anteriores:

Assédio.

Passamos pelo Evo e eu só te agradeço pelo feedback. Gosto muito dos e-sports desde o meu TCC sobre o mercado de games, mas como tudo na vida de uma mulher, tem coisa que ainda é difícil sem necessidade de ser. É mega cansativo.

Ontem eu li essa notícia no Polygon e quase desisti de escrever sobre ela. Mas aí eu pensei "não, eu preciso," pois embora seja triste eu espero mesmo que abra o precedente para isso não se repetir no futuro. Ou se repetir, que a punição seja de novo exemplar.

O pro player de Super Smash Bros. for Wii U (Smash 4) Cristian "Hyuga" Medina, foi acusado de assédio sexual pela pro player e streamer Victoria "VikkiKitty" Perez.

O incidente aconteceu no sábado (16), dia das finais de Smash 4 no Evo, e envolveu um bêbado Medina que agarrou a streamer no quarto onde ela dormia, enquanto ela dormia, depois da moça, o namorado dela e um amigo colocarem o jogador para dentro do quarto deles a fim de não deixá-lo andando bêbado e sozinho por Las Vegas.

A situação só se "resolveu" quando Nick Riddle, amigo de Victoria, conseguiu tirar o player do quarto. Em resposta ao ocorrido, o VGBootCamp, time que havia recentemente assinado com Medina, expressou sua fé na streamer e removeu o atleta do time. 

"Depois de falar com todas as partes e testemunhas envolvidas nós acreditamos que essas acusações são verdadeiras. Embora ele estivesse bêbado durante o incidente, não há desculpa alguma para suas ações. Hyuga não mais será parte do time VGBC," disse o comunicado da equipe.

"Queremos abrir o precedente para todas as equipes e players patrocinados da comunidade Smash para dizer que essas ações não serão ignoradas," completaram os jogadores da equipe no mesmo texto.

O incidente vem após outro ocorrido no começo desse ano durante a Capcom Pro Tour.

Mas a punição do Medina continua. Ele foi banido de todos os eventos da Big Blue eSports, incluindo o Shine 2016 agora em agosto. Os organizadores vão reavaliar as chances do jogador voltar no futuro, porém não será antes de 2017.

Incrível.

Dia-a-dia a presença feminina vem crescendo nos e-sports e isso me anima imenso, vocês meninas na linha de frente com equipes ou solo têm o meu carinho, respeito e apoio. Mas eu sei que muita gente ainda não lida bem com isso, já que a comunidade de e-sports é de grande maioria masculina. Muita gente vai chamar a moça de aproveitadora, vadia marketeira, coisas bem piores.

É sempre assim.

E essa sensação de prisão é horrorosa.

Mesmo no HMBR muitas vezes eu penso se vale a pena dizer isso, porque a maioria do nosso público é masculina e isso me deixa insegura sem necessidade, mas não sem motivo. Você pode ser uma pessoa legal, mas pode não ser. Eu torço que seja, mas a verdade é: eu não te conheço.

Daí é uma bola de neve: se você não respeita o meu espaço, eu desisto dele, o site morre e morre um projeto, morrem seis anos de trabalho. É justo?

Você de certo tem uma mulher que gosta e respeita: mãe, avó, tia, irmã, sobrinha, noiva, namorada, esposa. Pense nela(s). Na sua irmã que faz faculdade à noite, na sobrinha que foi ao cinema com as amigas, na mãe que trabalha.

Imagine sua irmã ser assaltada na volta pra casa, sua sobrinha ser agarrada no ônibus pro cinema, sua mãe ser violentada pelo chefe. A Victoria que foi assediada. É justo elas não terem os espaços respeitados, independente de quais forem?

Mas piora quando você, mulher, pensa sem perceber num "ah, mas agora e estragou a carreira do cara," quando a real é "ninguém mandou ele beber e ser idiota, não quisesse problema, ficasse trancado no quarto."

Eu fiz isso duas vezes enquanto escrevia esse texto.

Mas acho fod* como a cultura pop me faz pensar sobre tanta coisa séria.

Medina deletou seu Facebook e Twitter, Perez deletou o Twitter. Mas os detalhes você confere no Polygon. Uma pena isso ter acontecido, mas eu fico com o pessoal da VGBC: quem sabe a ficha dá galera não cai? Independente de ser pro player.

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.