Primeiramente: eae.

Segundamente: chegou agora no site? Seja bem-vindo(a)!

Puxe uma cadeira, fique na tranquilidade que você chegou no post certo para embalar a semana: aquele que faça sol, chuva, crise de má sorte, só ficou ausente uma vez desde 2010.. O imortal que nunca morre no final, Monday Metal.

E se você já é da casa, sabe o caminho, que nessa semana é cheio de groove, estilo, peso, uma melodia diferente, mas muito boa e uma das melhores de 2016: Stranded, do Gojira.

Esses dias eu vim ouvindo bastante o novo álbum dos franceses, o Magma. E ele é muito bom, viu. Não é do tipo que você digere de primeira.. Na verdade quem não estiver acostumado a esse mix progressivo/técnico/groove e até thrash, normal de bandas como Mastodon, Meshuggah e o ótimo Xerath, vai estranhar bastante. Digo pela experiência. 

Mas se mesmo assim você abrir o coração para o Gojira e todas essas bandas que eu citei, a experiência vai ser meio doida... Mas você não vai se arrepender.

Simbora.



Letra:

A growing sickness in the heart
Defective, lack of control
The cure is somewhere in the silence
But I’m crushed by the noise inside

Don’t lock the door on me
You’d kill me, face down, dead
Another part of me falls for you

Another day in the dark
Stranded in the night, stranded in the cold

Don’t lock the door on me
You’d kill me, face down, dead
Another point of view gone to waste
Please hear me out!
You kill me, face down, dead
Another day in the dark

Leave the moment alone

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.