Resenha: primeiro álbum do Carapuça é avaliado por Átilla Moreira


Pop Rock com certas doses de peso e letras politizadas. Esta é a fórmula do CARAPUÇA, grupo de São Paulo, que tenta o seu lugar ao sol com muita dignidade, e que já conta com uma base de fãs muito bem estabelecida.

“A Verdade Doa A Quem Doer” é o seu primeiro trabalho, e conta com uma produção musical mediana, mas que não compromete o alto nível apresentado no âmbito das composições. O que temos aqui é uma banda que se supera a todo momento, com uma cozinha consistente, um guitarrista que mantém o peso e a parte rítmica em alta, e um vocalista que possui muita personalidade e um belo timbre. 

Contendo letras bem compostas, dentro de músicas que privilegiam os refrães, este disco possui, de fato, a fórmula pra agradar em cheio ao público que consome Titãs, Charlie Brown Jr. e congêneres.

Como destaques aposto fácil na primeira metade do CD, que conta com “A Nova Lei”, “Adrenalina”, “Aqui Se Faz Aqui Se Paga”, “Ela Manda” e “Eu Vou Com Deus”. Parabéns para a MS Metal pela excelente banda, que tem novo álbum prometido para ser lançado em breve pela gravadora!

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.