Átilla Moreira resenha "Por Árduos Caminhos Até As Estrelas," novo trabalho da Maieuttica


Nota: 08.5/10.0

Metalcore dos bons, vindo do Rio de Janeiro, e com a proposta de agregar valor à uma cena que já demonstra ares de saturação. Sim, este é o propósito que enxerguei ao escutar este primeiro álbum do MAIEUTTICA, “Por Árduos Caminhos Até As Estrelas”.

Tendo como referência direta o Project46, oMAIEUTTICA não se cansa em ousar dentro da sua proposta, principalmente para diferenciar-se do quintilhão de outras bandas que estão praticando este estilo, que hoje, sem dúvidas, está na crista da onda. A exemplo disso basta dar uma lida rápida nas letras das suas composições, para poder constatar que a busca de um diferencial, dentro da Filosofia, foi uma jogada de mestre.

Tá certo que na parte musical todos os clichês do gênero estão presentes, mas toda esta pompa causada por letras inteligentes, cantadas em nossa língua natal, agrada bastante. Um grande exemplo disso está em “A Grande Caverna”, baseada em “O Mito da Caverna” de Platão, um dos maiores filósofos e pensadores da história da humanidade. Mas não é só isso! Os caras vão bem fundo, meio que passando a sua leitura interpretativa da obra de referência! Trabalho de gente grande mesmo.

Mais uma grande aposta da MS Metal para o futuro! Então, sejam bem vindos ao cenário nacional MAIEUTTICA, e que vocês possam nos apresentar mais e mais trabalhos de qualidade quanto este.

Sobre Bruna

Nerd preguiçosa, pseudo metalhead, cristã, metida a jornalista, mas formada em publicidade. Faz-tudo, sofre-com-tudo, nunca-dorme-direito. Expert em virar criança com Pokémon e Saint Seiya.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.