O filme que muda o tom sombrio a DC colocando um pouco de cor na noite, mais um filme para reforçar a ideia do universo cinematográfico. Boa ideias, mais um show de referências aos quadrinhos, mas fica no ar: Esquadrão Suicida ficou bom? Ficou uma bomba? Vamos aos fatos do filme e saber se é o BVS dos vilões ou não.
Após a aparição do Superman, a agente Amanda Waller (Viola Davis) está convencida que o governo americano precisa ter sua própria equipe de metahumanos, para combater possíveis ameaças. Para tanto ela cria o projeto do Esquadrão Suicida, onde perigosos vilões encarcerados são obrigados a executar missões a mando do governo. Caso sejam bem-sucedidos, eles têm suas penas abreviadas em 10 anos. Caso contrário, simplesmente morrem. O grupo é autorizado pelo governo após o súbito ataque de Magia (Cara Delevingne), uma das "convocadas" por Amanda, que se volta contra ela. Desta forma, Pistoleiro (Will Smith), Arlequina (Margot Robbie), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje), El Diablo (Jay Hernandez) e Amarra (Adam Beach) são convocados para a missão. Paralelamente, o Coringa (Jared Leto) aproveita a oportunidade para tentar resgatar o amor de sua vida: Arlequina.
O filme começa introduzindo cada herói individualmente e começa a fazer referência a outros filmes como Man of Steel e Batman vs Superman ao mostrar que estão preocupado que o próximo Superman não seja um escoteiro e sim alguém que queira causar o caos. Com isso em mente Amanda Waller continua sua ideia de formar uma equipe de bandidos para fazer a pior missão do momento e diminuir a pena da prisão perpétua deles.

Alguns pontos devem ser destacados antes de assistir e começarmos a perceber como cada personagem migrou para as telonas. Com Will Smith no filme e todo destaque dos palhaços nos trailers, é de se esperar que o Pistoleiro e Arlequina roubem a cena e, podendo acontecer, eles recebam mudanças devido os atores escalados.

Bebendo bastante da fonte do Novos 52 para a maioria das origens e alguns visuais. Mais uma vez a DC não ficou retraída e tacou na tela uniformes clássicos ou menções a eles, mesmo que fosse por poucos segundos.


O longa acaba fazendo três filmes dentro de sí com uma pegada Deadpool para cortar presente com passado e futuro, e a culpa nem foi do Barrey Allen em seus cinco segundos de tela. Basicamente vemos a formação do esquadrão e sua missão. Vemos o universo DC querendo se expandir e vemos a side story do Coringa com a Arlequina.

Acabou sendo mais louca que a Arlequina #otome
Falando no Mister J, o trailer acaba cometendo o mesmo erro do Batman vs Superman e mostra muito do que vai acontecer no filme, e, alguma cenas passam a sensação de ser uma coisa e acaba sendo outra como o momento da Arlequina "atirando de shotgun". Os outros personagens recebem poucos minutos de atenção e infelizmente, alguns personagens que poderiam ser mais, como Katana, acabam não tendo um destaque que mereciam.

Com todos os erros, acaba sendo melhor que BvS mas não muito. Eu não tinha expectativas e esperava ao menos rir e isso, aconteceu poucas vezes sendo que muitas piadinhas são forçadas e com uma delas só eu entendi a referência ao esporte norte-americano (#diferentão). E terminando com as músicas, algumas são muito boas como vemos no trailer (outro ponto que se contradiz) e outras que poderiam ficar de fora. O ponto negativo é que o filme parece um AMV com música após música.

Meus pontos positivos vão para a tentativa do Will Smith mostrando que se esforçou para encarnar o personagem e dar um algo a mais. Arlequina querendo ou não, foi o foco, mas infelizmente, um corpinho e piadas ruins não salvam o esforço da Margot. Amanda Waller também ficou um bom personagem, mas as frases batidas diminuíram um pouco ela. Spoiler: Batman aparece e se sai muito bem. São rápidas aparições mas mostra que Ben Affleck continua bem como morcego.  E quanto ao Coringa, Jared Leto não fez diferença ao personagem, salvando-se apenas as roupas vindo dos quadrinhos.


Elenco: Jared Leto, Will Smith, Margot Robbie, Ben Affleck, Jai Courtney, Cara Delevingne, Joel Kinnaman, Gary Sinise e mais.
Direção: David Ayer
Gênero: Ação
Duração: 123 min.
Distribuidora: Warner Bros
Classificação: 12 Anos

Sobre Wakashimazu

Gamer de nascimento, guitarrista por insistência, se divide em três para dar conta de dominar o mundo da música, dos jogos e dos otakus, enquanto lida com a caixinha de surpresas chamada de vida. Pode ser encontrado no Last FM, na Live ou no fórum!

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe seu recado! Mas lembre que spams, ofensas e comentários anônimos não serão aprovados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.